"E se tu olhares, durante muito tempo, para um abismo, o abismo também olha para dentro de ti." (Friedrich Nietzsche)

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Deu um branco...

A folha está em branco
Não sei o que pensar
Daí me dá um tranco
Posso estar em qualquer lugar!

Posso ser uma vampira de mil anos
Posso ser um velho combatente
É só eu escrever, sem enganos.
E ser um tanto convincente

Posso ser uma borboleta num casulo
Posso ser o veneno que te mata
No seu ouvido um sussurro,
Na sua vida quem te idolatra

Mas posso ser cruel como a morte
E te pegar desprevenido...
Enquanto você achar que sou forte
Na verdade estou deprimido

Posso navegar por todos os mares
Conhecer todas as pessoas
Eu posso ser estes lugares
Eu posso ser essas pessoas!

Posso falar de fadas e magia
E até mesmo ser um sonho seu
Mas posso encerrar com a alegria
Quando a personagem for apenas eu...

Nenhum comentário:

Postar um comentário